Motivos para amar a decoração minimalista e dicas para aderir ao movimento
 
 
GRUPO SUDATI
 
 
Motivos para amar a decoração minimalista e dicas para aderir ao movimento
Inspiração    16.08.2021

Motivos para amar a decoração minimalista e dicas para aderir ao movimento

O minimalismo surgiu entre movimentos artísticos, questionando o consumismo e a necessidade do “ter”.


Muito mais amplo que um estilo decorativo, o minimalismo representa um lifestyle consciente, com a proposta de eliminar tudo que é desnecessário e livrar-se das distrações, focando em objetivos e atividades realmente importantes. 

Características que compõem a decoração minimalista


O design minimalista pode ser traduzido pela priorização da qualidade em vez da quantidade. 
São características a simplicidade nas formas, com grande presença de linhas retas, a leveza típica de ambientes clean, a organização, os espaços amplos, arejados e geralmente compostos de cores claras.

O grande pilar do minimalismo é a funcionalidade: cada objeto deve ter uma utilidade e tornar a vida mais prática. A função é pensada antes da estética. 

Engana-se quem imagina que os ambientes minimalistas são desconfortáveis e desinteressantes. A proposta é justamente o oposto: a valorização da comodidade, bem-estar e conforto, traduzidos com elegância, originalidade e personalidade.

O mínimo e essencial capaz de traduzir seu estilo


A decoração minimalista traz a impressão de homogeneidade e conexão. Por isso, as escolhas monocromáticas são comuns, principalmente (mas não exclusivamente) em tons básicos, claros e neutros. Isso incentiva composições criativas de cores e formas, além de permitir que os materiais e as texturas se evidenciem e os padrões de MDF, por exemplo, sejam protagonistas.

Uma vez que o movimento propõe o uso do mínimo necessário, a curadoria dos móveis é essencial: invista na alta qualidade e design arrojado. O mesmo vale para os objetos decorativos: em vez de vários itens que disputam atenção entre si, invista em poucos itens e de maior dimensão, que possam ser propriamente valorizados no ambiente. São comuns a madeira, o cobre e o concreto, mas você pode optar por elementos que transmitam a sua personalidade. 

A preferência por cores claras se justifica por diversos motivos


Em ambientes claros, a luz natural se expande e o resultado é uma maior sensação de limpeza, amplitude e ventilação. 
Além disso, torna-se mais fácil notar cada móvel e objeto do ambiente, permitindo a apreciação das peças em todos os seus detalhes e, consequentemente, maior valorização do trabalho de arquitetos, designers e artistas.
Há ainda o aspecto de incentivo à organização, já que todo objeto fora de lugar ou local bagunçado será notado. 

Vantagens da decoração minimalista

- Economia: devido aos tons claros e neutros, o ambiente otimiza a iluminação natural e diminui os gastos com energia elétrica. 

- Limpeza: o estilo propõe menos superfícies de móveis e objetos decorativos, portanto a limpeza é mais rápida e prática. 

- Expressão pessoal: a decoração minimalista prioriza poucos elementos e grande significado, o que possibilita maior expressão da personalidade por meio dos objetos escolhidos. 

- Organização: por ter menos objetos, a casa tende a ficar em ordem e otimiza o tempo, pois é mais fácil saber onde cada item está guardado.

- Bem-estar: a sensação de organização, limpeza e amplitude proporcionam calma e foco.

Redecore em 05 passos

01. Analise e avalie seus pertences: observe o ambiente e avalie os móveis e objetos decorativos. Mantenha apenas o que tem funcionalidade, grande valor sentimental ou de bem-estar. Descarte tudo o que não for considerado realmente importante. 

02. Faça uma limpeza completa: livre-se de itens e móveis não essenciais, elimine excessos, faça uma faxina geral e uma boa limpeza no interior dos móveis. Se preferir, atualize também a pintura, para tons claros e neutros.

03. Planeje seu novo espaço: dedique um tempo para pensar e definir a nova distribuição dos móveis e objetos. Considere a fluidez do espaço e a funcionalidade dos itens. 

04. Organize: deixe sobre as superfícies apenas o que for necessário e organize espaços internos dos móveis com ajuda de caixas e separadores, agrupando itens em categorias (documentos, sapatos, livros, etc.).

05. Decore refletindo a sua personalidade: encontre locais para dispor os objetos decorativos (sejam os que foram mantidos ou objetos novos escolhidos para o seu novo ambiente). Cada item deve ser protagonista no seu local, podendo ser destacados por uma luz direta ou sobre uma mesa ou prateleira exclusiva, por exemplo. Importante lembrar que os móveis, enxovais e utilitários também atuam como decoração: cabeceira, espelho, sofá, box do banheiro… Todos podem ser o destaque do seu ambiente.

Gostou? Continue acompanhando as redes e conteúdos da Sudati para mais dicas e novidades!

 
COMPARTILHE
 
 

Cadastre-se em nossa Newsletter e receba novidades.