Tendência Wabi-Sabi: conheça o conceito e veja dicas para aplicá-lo no seu projeto
 
 
GRUPO SUDATI
 
 
Tendência Wabi-Sabi: conheça o conceito e veja dicas para aplicá-lo no seu projeto
Tendências    28.01.2022

Tendência Wabi-Sabi: conheça o conceito e veja dicas para aplicá-lo no seu projeto

Você já leu sobre esta tendência recente de decoração? O wabi-sabi, muito mais do que uma manifestação estética, é uma filosofia japonesa com origens no zen budismo e no princípio da impermanência.

Você já leu sobre esta tendência recente de decoração? O wabi-sabi, muito mais do que uma manifestação estética, é uma filosofia japonesa com origens no zen budismo e no princípio da impermanência.
O termo não tem tradução em nenhum idioma, mas pode ser compreendido como “aceitar a beleza da imperfeição”: “wabi” remete ao que é rústico e à vida simples, enquanto “sabi” diz respeito às marcas do tempo e ao ciclo de vida das coisas.

Um ambiente wabi-sabi não busca perfeição, valoriza a autenticidade, as histórias vividas naquele espaço e a imperfeição que resulta disso, promovendo uma sensação de felicidade, serenidade e simplicidade. 
A decoração wabi-sabi se beneficia muito do processo mais lento, em que o espaço vai sendo construído aos poucos, com itens de valor afetivo. Analisando as características de forma fria, podemos perceber assimetria, aspereza, irregularidade, simplicidade e rusticidade, além da conexão com a natureza, tendência recorrente nos últimos anos. Itens artesanais, tons terrosos, madeiras, pedras e metais também são muito presentes.

A essência dessa tendência é a compreensão e aceitação da ação do tempo: peças com bordas lascadas, manchas, tinta descascada, riscos e marcas de uso fazem parte da composição e contam histórias.
Colocando na prática, vamos às dicas!

- Organização

É importante lembrar que o imperfeito não significa desordem e bagunça. A paz e a tranquilidade do espaço dependem da organização e da clareza quanto à função de cada peça. Os conceitos minimalistas têm muito a ver com o wabi-sabi: as escolhas de decoração devem transmitir bem-estar e não apenas preencher espaços vazios.


- Insira elementos orgânicos e rústicos na decoração

A representação da vida em suas diversas formas é muito importante nesse contexto. Adote flores, madeira, animais e formas irregulares. Peças em estado bruto, como pedras, cortes grosseiros e feitos à mão também são elementos valiosos. Assim, a ideia de mutação se reforça, uma vez que objetos orgânicos tiveram vida em outro tempo e forma.



 
- Trabalhe com a luz natural

O sol, o fogo e a lua são aliados. 
Priorize janelas grandes e outras entradas de luz, como clarabóias e elementos vazados. Equilibre com velas e não abra mão de uma lareira ou fogueira interna.
 


- Tecidos despojados

O estilo wabi-sabi propõe um cenário de tecidos sobrepostos, “jogados” e irregulares. Mantas no sofá e poltronas, almofadas no chão, mix de toalhas na mesa e toda aquela atmosfera comfy se encaixa perfeitamente aqui.


 
- Mix de estilos e referências

A “imperfeição” de combinar estilos diferentes é totalmente acolhida no wabi-sabi. Seja porque são referências admiradas ou por serem peças que têm valor sentimental. Apenas equilibre essa combinação inusitada com a simplicidade e mantenha o foco no que realmente agrega valor ao projeto.
 


- Peças únicas e artesanais

Uma peça exclusiva, uma obra de arte, uma decoração criada pelos moradores ou feita à mão podem ser uma expressão simbólica do conceito de ciclo de vida orgânico e transitório que embasa o wabi-sabi.

Pode ser um desafio divertido e um aprendizado valioso explorar esse conceito. Esperamos que as dicas e referências ajudem a guiar suas escolhas e que tornem mais fácil para você encontrar a beleza na imperfeição.  

 
COMPARTILHE
 
 

Cadastre-se em nossa Newsletter e receba novidades.